APABB NÚCLEO REGIONAL SERGIPE
Fundado em: 21/6/1995

 

Av. Tancredo Neves, 242 – Grageru
CEP 49025-620 ARACAJU - SE
Fone/fax: (79) 3249-1818
E-mail: apabb_se@apabb.org.br

 

Horário de Funcionamento: 8h às 18h
 

Ser diferente é ser normal foi o tema do Desfile Cívico 2011

"Tive 15 filhos e todos estudaram em escolas públicas. Criei todos eles para terem respeito por nossa pátria. Por incrível que pareça, nunca tive oportunidade de acompanhar de perto um desfile de 7 de Setembro. Hoje estou realizando um grande sonho de ver meus netos representando seus respectivos colégios". O depoimento emocionante é de uma senhora de 76 anos: dona Josefina dos Santos Menezes, natural de Itabaiana, mas que já mora em Aracaju há mais de 30 anos. Por volta das 7h ela estava sentada num dos trechos da avenida  Barão de Maruim, bem próximo ao palanque oficial.

"Estou adorando o desfile. É muito lindo o desfile dos militares e dos alunos. Valeu a pena esperar tanto tempo para presenciar e prestigiar esse evento. A cada escola que passar perto de mim, sinto uma emoção forte no meu coração. Todos nós devemos amar a nossa pátria", disse dona Josefina dos Santos, que estava ao lado de uma das filhas. Esse sentimento de civismo e de amor à pátria foi ressaltado pelo secretário de Estado da Educação, Belivaldo Chagas. "A Seed escolheu o tema Educação: Inclusão e Cidadania - Ser diferente é normal justamente para alertar a sociedade que todos nós somos iguais, e que devemos lutar por nossos direitos", disse.

Ao lado do vice-governador Jackson Barreto, que representou o governador Marcelo Déda, e de outras autoridades civis e militares, o secretário Belivaldo Chagas acompanhou atentamente o destile militar e das 20 escolas da rede pública estadual que foram para a avenida no 7 de setembro comemorar os 189 anos de Independência do Brasil.

"Temos que despertar o civismo em nossos alunos. Esse sentimento de amor e respeito ao Brasil deve estar presente em todo o povo brasileiro. Fico feliz em ver os alunos da rede pública representando bem seus respectivos colégios", disse Belivaldo Chagas.

O desfile deste ano contou com a participação de 3.300 alunos que representaram as 20 escolas da rede estadual de ensino, seis particulares e uma federal. Também estiveram na avenida os alunos da Escola  Professora Neide Mesquita, que representou as escolas da DRE  8, e a Corporação Musical do Colégio Estadual Milton Dortas, que representou as escolas da DRE 2, além de representantes do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

Diversidade

O desfile foi aberto pontualmente às 8h, logo após o hasteamento das bandeiras do Brasil, de Sergipe e de Aracaju. Em seguida aconteceu o desfile dos militares, seguido do desfile comunitário e estudantil.  Todos eles lembraram a data em que o Brasil conquistou a sua Independência: 7 de setembro de 1822. O cortejo do desfile estudantil foi puxado por dois carros temáticos: a diversidade cultural e religiosa: o respeito pela diferença em busca da paz e da sociabilidade; e Oráculo Cibernético. Os carros foram confeccionados por servidores e alunos da Secretaria de Estado da Educação.

A abertura da Semana da Pátria ocorreu na última quinta-feira, 1º, na praça Fausto Cardoso, com a 74ª Corrida do Fogo Simbólico, evento que reuniu autoridades do governo do Estado, militares, educadores e alunos.

Data especial

A aluna Fernanda Andrade, do Colégio Estadual Castelo Branco, desfilou na comissão de frente. Feliz por representar o colégio em que estuda, ela disse que a data da Independência do Brasil deve ser exaltada por todos os brasileiros, principalmente pelos estudantes e militares. "Sinto-me feliz em desfilar na avenida neste dia tão especial para todos nós brasileiros", disse.

A professora  Ana Dias Santos reforça o pensamento da aluna. "O 7 de setembro sempre será lembrado por todos os brasileiros. Esse amor à pátria deve ser iniciado dentro do próprio lar dos alunos, por isso, a família terá papel  fundamental nesse processo", ressaltou.

Jéssica de Jesus Santos, aluna do Colégio Senador José Alves, revelou que adora desfilar no 7 de setembro. "Apesar de ser um feriado,  dia em que muitas pessoas gostariam de ir à praia, por exemplo, sinto-me bem na avenida representando o meu colégio", disse a aluna. Maxwell Correia Santos toca trombone na banda do Colégio Senador José Alves. "Há mais de dois anos faço parte da banda. É sempre um prazer desfilar neste dia tão importante para todos nós brasileiros", afirmou.

Marcos Simões fez parte do pelotão de elite do Departamento de Educação de Aracaju - DEA. Ele é aluno do Colégio Estadual Francisco Rosa. "É muito importante a gente expressar o nosso amor à pátria. Gostei muito do tema escolhido pela Secretaria de Estado de Educação, que leva para a avenida a preocupação e a certeza de que todos nós somos iguais, e que devemos lutar sempre por nossa cidadania", acentuou.

Para-atleta

"É a primeira vez que estou desfilando. Confesso que fiquei emocionada quando passei na avenida, principalmente em frente ao palanque das autoridades", confessou Valéria Rosa de Oliveira, estudante do Colégio Professora Ofenísia Freire. Já Franciele Mota dos Santos, aluna do Colégio Ministro Petrônio Portela, disse que ficou orgulhosa de ter participado do desfile de 7 de setembro. "Realmente a festa foi linda. Quem esteve na Barão gostou de tudo", opinou.

Eliane Maira é aluna do Colégio Estadual Gilberto Freire. Ela é para-atleta e faz parte da Seleção Sergipana de Basquetebol. "É muito importante esse desfile para que possamos mostrar ao público a nossa modalidade esportiva. Estou muito feliz em participar das comemorações dessa data importante para todos nós brasileiros", disse. Assim como Eliane, os para-atletas sergipanos que participaram das Paraolimpíadas Escolares, disputadas recentemente em São Paulo, participaram do desfile.  Na competição nacional, Sergipe conquistou 54 medalhas e foi destaque no evento estudantil.

Tamires Bonfim fez parte da ala de frente da Escola Camélio Costa. "Há oito anos participou do desfile cívico. É sempre uma emoção diferente entrar na avenida para representar o meu colégio", finalizou.

 

Fonte: Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e Desenvolvimento Social

http://www.inclusao.se.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=1226:educacao-inclusao-e-cidadania-ser-diferente-e-ser-normal-foi-o-tema-do-desfile-civico-2011&catid=46:inclusao-social&Itemid=2