Programa de Atenção às Famílias e às Pessoas com Deficiência


  • Atendimento, orientação, encaminhamento e acompanhamento individual, familiar e em grupo, voltados às pessoas com deficiência e a suas famílias. A ação abrange atividades de caráter socioeducativo, como oficinas de pintura e artesanato, dança, teatro, música, capacitação profissional, inclusão digital e grupo de apoio às famílias.

 

Projetos

 

Dança

Ao utilizar o corpo como instrumento de expressão, o projeto trabalha a coordenação motora, a agilidade, a flexibilidade, a respiração, o ritmo e a percepção espacial. A MPB e a música instrumental servem de base ao trabalho no qual cada participante deve descobrir seu tempo interno e os movimentos que seu corpo é capaz de produzir. O objetivo é estimular a criatividade, favorecer a socialização e a autoestima dos participantes, assim como colaborar para o fortalecimento do grupo.

 

Caminhando com as Escolas

Contribui para o desenvolvimento social, afetivo e cognitivo do aluno com deficiência e para sua interação com a escola, a família e a comunidade, possibilitando o desenvolvimento de um processo educativo participativo, solidário e menos excludente. Com o apoio socioeducativo oferecido pelo programa, os pais encontram maneiras de lidar com as questões relacionadas à educação e à interação de seus filhos no ambiente escolar, enquanto os profissionais das escolas percebem a necessidade de buscar formas de atender as necessidades desse aluno.

 

Grupo de Apoio às Famílias

Com orientação e suporte profissional da Apabb, as famílias de pessoas com deficiência participam de grupos de discussão, em que podem relatar suas experiências e encontrar alternativas para problemas comuns. O projeto permite ao grupo se informar e se atualizar sobre direitos, tratamentos, recursos, programas e projetos voltados às pessoas com deficiências. São promovidas também palestras sobre temas de interesse do grupo, com profissionais de diversas áreas, e realizadas oficinas de artes e culinária.

 

Tratamento Diferenciado na Saúde

Esta voltado ao público que tem dificuldade de acesso a alguns tipos de tratamento, em áreas como as de fonoaudiologia, fisioterapia, psicologia e neurologia. Por meio de parcerias com profissionais e clínicas e da assinatura de termos de compromisso, os usuários têm acesso a serviços diferenciados de saúde, pagando preços acessíveis, bem menores do que os cobrados usualmente pelo mercado.

 

Oficinas de Arte

O projeto capacita pais e pessoas com deficiência a realizar trabalhos manuais e artesanais, favorecendo ageração de renda, a construção da consciência crítica e o fortalecimento do exercício da cidadania. Geralmente as oficinas são ministradas por mães voluntárias que possuem alguma habilidade artesanal e a repassam para o grupo, multiplicando esse conhecimento. Os trabalhos são comercializados em feiras, bazares e lojas. Uma parte do dinheiro da venda é revertida para o próprio projeto e a outra, para quem confeccionou o trabalho.

 

Várias Formas de Expressão

Criado em 2008, o projeto trabalha o lado lúdico do ser humano visando ao autoconhecimento. São utilizadas como ferramentas a música, a dança e o teatro, tendo por fundamento práticas pedagógicas experimentais. O projeto começou a ser desenvolvido por um dos núcleos da Apabb com o objetivo de que pais e usuários começassem a se descobrir, utilizando diferentes formas de expressão.

 

Musicoterapia

A música pode desempenhar um papel importante no desenvolvimento das habilidades motoras, sociais, cognitivas e de comunicação verbal e não verbal das pessoas com deficiência. O objetivo da Musicoterapia é abrir canais de comunicação, despertar potenciais e restabelecer funções físicas, emocionais, mentais, sociais e cognitivas. O projeto utiliza sons, ritmos e melodias para estimular a memória, a atenção, a concentração, a autoexpressão e a aprendizagem.

 

Centro de Convivência

Espaço em que as pessoas com deficiência, seus familiares e integrantes da comunidade participam de atividades educativas e ocupacionais, como oficinas pedagógicas, culturais e de capacitação para o trabalho, que estimulam a cognição, a afetividade e a convivência entre todos. O projeto contribui para melhorar as relações interpessoais das pessoas com deficiência ao proporcionar o usufruto de espaços públicos e a participação de eventos socioculturais, de lazer e de recreação.