Notícias

Apabb se reinventa na pandemia e faz a diferença

As palavras luta e reinvenção fazem parte do repertório da Apabb desde a nossa fundação, há 33 anos.

No entanto, nunca vivemos um ano tão desafiador como foi 2020 para que conseguíssemos cumprir o nosso propósito: fazer a diferença na vida das pessoas com deficiência e das suas famílias. 

Imagine como explicar para um autista que a rotina dele não pode mais ser a mesma e que o mundo lá fora com que ele estava acostumado não existe mais? 

Foi o que aconteceu com Vinicius Roldão da Silva, de 28 anos, filho da aposentada Célia Roldão da Silva, nossos assistidos da Apabb Santa Catarina, moradores de São José (SC). 

Em março, quando pouco se sabia sobre a pandemia do novo coronavírus, a mãe explicou ao filho que havia um bichinho nas ruas que fazia mal para os seres humanos apesar de não conseguirmos enxergá-lo e que em breve ele poderia estar de volta as suas atividades na Apabb. 

Vinicius é um adulto autista hiperativo, está sempre caminhando e não se senta de forma alguma. Desde que está na Apabb, há 5 anos, teve um salto em sua autonomia e independência. Vini, como é carinhosamente chamado, participava de todas as atividades da instituição: aulas de natação, bocha, Projeto Superação Inclusão Digital e eventos de lazer. 

Entretanto, o tempo passou e o que parecia ser por apenas alguns dias, se tornaram meses. Neste período, Vinicius se transformou de maneira silenciosa: se calou, tornou-se introspectivo, não dormia mais, começou a se mutilar arrancando cabelos e até as unhas, além de ter crises de ansiedade e perder 14 kg. 

De cara, Célia percebeu que a saudade dos amigos da Apabb e da equipe do Núcleo Regional era a maior responsável pela mudança drástica de comportamento do filho. 

"Diversas vezes tivemos que levá-lo até a frente do prédio da Apabb para mostrar que estava vazio e não haviam atividades lá. Ainda assim, ele não acreditava e pedia todos os dias para ir ao Núcleo Regional”, conta a mãe. 

 Diante do cenário, não só apenas para o Vinicius, mas para todas as pessoas com deficiência atendidas pela instituição, a Apabb se reinventou e descobriu como ficar perto mesmo estando longe. 

 Usando as redes sociais e diversas outras novas ferramentas de comunicação em tempo real, os nossos profissionais criaram programações online e voltaram a movimentar e melhorar a vida das pessoas com deficiência e se suas famílias. 

Gincanas, desafios, festas temáticas, lives musicais, oficinas em videoaulas, atividades seguras ao ar livre e muito bate-papo virtual passaram a fazer parte da nova rotina e transformaram os dias de isolamento. 

 "Aos poucos, o Vinicius parou com as autoagressões e voltou a ser como antes, hoje, digo que ele já com 90% de progresso. Para ele, ver a turma da Apabb novamente todos os dias fez toda a diferença. É o único momento do dia em que se senta. Não existe dinheiro no mundo que pague o que a Apabb fez e faz pelo meu filho. É a minha segunda família e eu só posso agradecer por existirem. Da Apabb o Vinicius não sai nunca mais. Enquanto viver, lá ele estará", emociona-se Célia. 

Todos os anos a Apabb realiza mais de 110 mil atendimentos em 14 unidades pelo Brasil.

Para continuar escrevendo histórias como a do Vinicius, contamos com a contribuição de muita gente solidária.

Seja um apoiador da causa da pessoa com deficiência, clicando aqui.


Data de publicação: 23/03/2021

Cadastre-se para receber nossas novidades