Notícias

A inclusão da PcD no mercado de trabalho: na perspectiva do olhar profissional

A inclusão de pessoas com deficiência no mundo do trabalho ainda é um desafio na sociedade, tendo em vista as mudanças frequentes frente a globalização, a informatização de processos e a necessidade constante de especialização da mão de obra. Nessa perspectiva, o Projeto Empregabilidade desenvolvido pelo Núcleo Regional Rio Grande do Norte da Apabb, tem apresentado resultados exitosos. A inclusão de uma jovem com Síndrome de Down na Ordem dos Advogados do Rio Grande do Norte (OAB/RN) é um exemplo disso.

Manuela Dantas, de 22 anos, foi contratada em outubro de 2018 para trabalhar como recepcionista na OAB e desde então é considerada uma funcionária exemplar. Manu, como gosta de ser chamada pelos amigos de trabalho, atua em atividades operacionais como: atendimento telefônico, entrega de documentos e correspondências nos setores da instituição, arquivamento de documentos, além de desenvolver outras funções. 

O sucesso no desenvolvimento do trabalho da jovem é uma junção positiva do apoio oferecido pela Apabb à família e à empresa. A assistente social da Apabb mediou o processo de inclusão de forma efetiva, desde o momento da seleção dos candidatados até a orientação para o processo da entrevista. Mediou também, a relação entre a empresa e a família para que houvesse as adaptações necessárias para sua inclusão. A família sempre a incentivou e acreditou em sua capacidade, estimulando o máximo possível sua autonomia e independência. 

Para receber a nova colaboradora, todos os funcionários da OAB participaram de uma capacitação promovida pela Apabb voltada para a importância da inclusão de pessoas com deficiência. 

A Apabb entende que o acompanhamento realizado pelo Serviço Social é fundamental para a permanência das pessoas com deficiência no mercado de trabalho e no caso da OAB/RN sempre esteve alinhado ao setor de Recursos Humanos. 

A OAB, desde o início, esteve sensível à causa da inclusão e aberta às adaptações necessárias, principalmente no tocante às adaptações atitudinais, pois essas não são tão visíveis como as barreiras físicas. Por vezes essas barreiras acabam dificultando o acesso da pessoa com deficiência aos postos de trabalho e quando as eliminamos observamos que ocorreu o acesso e a inclusão.

De acordo com relatos da analista de RH Danielle Torres pode-se observar que com a inclusão de Manu resultados foram observados de forma concreta e esses impactaram no dia-a-dia e na rotina da OAB. Foi destacado como exemplo, a redução significativa do número de faltas e atestados entregues ao RH pelos demais funcionários, pois a assiduidade, o compromisso, o profissionalismo e a dedicação da jovem em seu ambiente de trabalho fizeram com que muitos funcionários refletissem sobre seu próprio comportamento. 

Diante desta experiência, pode-se observar que muitos são os ganhos para as empresas e para as pessoas com deficiência quando ocorre, de fato sua inclusão no mercado de trabalho: a empresa melhora o clima interno, torna-se socialmente responsável, rompe paradigmas e preconceitos e contribuem para que as pessoas desenvolvam sua autonomia, conquistem sua independência e passem a dar um outro sentido à vida.

Texto escrito por Alexsandra Romualdo de Souza, assistente social da Apabb RN


Data de publicação: 16/10/2019